Religião para Ateus

Ateu convicto, o filósofo Alain de Botton, defende em Religião para Ateus, que, com ou sem fé, é possível encontrar  aspectos úteis e interessantes nas religiões, pois a ciência não resolve algumas das necessidades que as pessoas têm: consolo, comunidade, moralidade, compreensão. Além disso, o filósofo critica o mundo atual que, obcecado pela liberdade total, toma os humanos como seres maduros e racionais, em clara oposição à visão cristã que crê na vulnerabilidade e na insensatez inerentes à natureza humana. “O mundo liberal criou em nós a ideia de que somos autossuficientes. Não é verdade. Precisamos de ajuda, de aconselhamento. Mas, se alguém nos oferece orientação, repelimos. Dizemos que não precisamos de babás, que não venham nos dar ordens.”, declara em entrevista ao jornal Folha de São Paulo. Apesar de eruditos, os livros de Botton são acessíveis,  e abordam temas ligados à filosofia da vida cotiadiana, como o amor, literatura e arquitetura.

intrinseca.com.br

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.