O trabalho crítico de Judith van den Boom

O trabalho crítico de Judith van den Boom faz de fato diferença nas comunidades com as quais ela e seu sócio no Studio BoomWehmeyer, Gunter Wehmeyer, se envolvem. Designer, Boom é adepta do movimento “slowLab”, projeto baseado em Nova York, que tem como premissa fazer devagar e com calma para poder sentir exatamente como e porque aquela determinada ação deve ser realizada, e extrair o prazer e crítica possíveis.  A designer estimula o desenvolvimento e diversidade de design, criando novas conexões entre design, pessoas e meio ambiente. O objetivo é permitir mudanças positivas através de pesquisa, desenvolvimento de produtos, diálogos, oficinas de design e de ensino. Por exemplo, como um designer de produto, van den Boom trabalha de forma proativa para retardar o ciclo de desenvolvimento do produto, buscando e explorando relações calorosas com fabricantes na China, onde realiza projetos desde 2004. A designer holandesa participa ativamente de projetos ligados a universidades e institutos como Hanzehogeschool Groningen, Hanze University of Applied Sciences Groningen, na Holanda. Seu trabalho tem sido destaque internacional em livros e exposições em lugares como Nova York, Xangai, na Miami Basel, London Festival, entre outros. Inspirar pessoas usando o design como ferramenta para experimentar e desenvolver uma nova consciência, é o lema.

Série Once Upon a Time.

Ponctuation.

Detalhe da linha Ponctuation. 

Yanse Series.

Vaso Roots, força e delicadeza.

Banco em madeira e porcelana Qing Zuo.

Formas orgânicas e brilho, aparente contradição no trabalho de van den Boom.

Porcelain Topographies.

boomwehmeyer.com

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.