L’Arlatan, hotel lindo em Arles, França

L’Arlatan é um hotel eclético na bonita e modesta cidadezinha de Arles, no sul da França. Com 4.000 m², o design apresenta os interiores vibrantes do artista Jorge Pardo, em colaboração com os arquitetos Max Romanet e Renzo Wieder. O edifício histórico remonta ao século V, construído sobre as ruínas da Basílica Romana. No século passado, L’Arlatan era uma residência particular e, em 1988, os proprietários anteriores descobriram as ruínas da basílica romana e as bases das estátuas e uma fonte no porão. Ao projetar o hotel, o artista cubano Jorge Pardo, com escritório com sede no México, procurou preservar a história de L’Arlatan enquanto infundia um novo espírito criativo. Pardo trabalhou em estreita colaboração com Maja Hoffmann, o bilionário suíço que está em uma missão para transformar Arles em um destino artístico. Hoffmann adquiriu a mansão em 2014 e supervisionou uma reforma de três anos antes de abrir o hotel L’Arlatan em outubro de 2018. O hotel é uma obra de arte para Pardo, que trabalhou dentro dos limites impostos pela proteção ao patrimônio histórico, mas ainda conseguindo introduzir cores e vibração. Pardo criou um espaço inspirado nas paisagens e na história do México e na sua própria, combinado com o da cidade de Arles e Van Gogh. As pinturas de Van Gogh levaram Pardo a usar as paredes, portas, guarda-roupas e escritórios como um suporte artístico, pintando nelas diretamente e transformando cada painel em obras de arte únicas. A mãe e a filha do próprio artista são retratadas em algumas pinturas, juntamente com cenas da vida cotidiana. Cada peça de mobiliário da L’Arlatan é uma obra de arte assinada e listada, produzida em oficinas da JPS usando a madeira tropical Guanacaste, da árvore nacional da Costa Rica. A madeira foi plantada especialmente para os móveis, cortada em um processo ecológico em terras dedicadas à produção de madeira. O L’Arlatan possui 6.000 m² de mosaicos, dos quais 4.000 m² cobrem o chão. Cada fragmento de azulejo foi feito sob medida em Yucatan, no México, com quase dois milhões de peças produzidas a partir de 11 formas desenhadas por computador em 18 cores diferentes. Trabalhos em metal cortados a laser em várias formas e cores, inspirados nas guirlandas mexicanas ‘banderine’, contrastam com os padrões de mosaico. Os tetos originais acrescentam outra dimensão aos interiores ecléticos de Pardo, com vigas expostas, tijolos e facetas. A JPS projetou lustres esculturais e luzes de teto que lembram lanternas intrincadas, feitas de material plastificado. Do lado de fora, no antigo pátio provençal, Pardo plantou uma combinação de plantas exóticas, incluindo árvores da Patagônia e bordo do Japão, com plantas nativas do sul da França; um reflexo de sua abordagem abrangente ao design mundano de L’Arlatan. Lindo!! 

https://www.arlatan.com/en

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *