Alex Hanazaki I

Alex Hanazaki é um dos mais bem sucedidos arquitetos paisagistas do Brasil. De Norte a Sul do país, casas, apartamentos, condomínios e fazendas tem sua disputada assinatura. “O desafio a cada projeto é criar jardins como obras de arte”, defende Alex. Esteta por natureza, Hanazaki cresceu no interior de São Paulo, e sua alma cosmopolita e urbana traduz para seus jardins o perfume das paisagens do interior impregnados de referências emocionais. Talvez seja esse o segredo de seu sucesso. Em seu apartamento,  Alex reúne bom design, garimpo afiado de quem sabe o que quer e o que é bom, e que ao mesmo tempo banca suas escolhas, sejam elas quais forem. Toy Art é uma paixão do arquiteto, e Alex traz de todas as suas muitas viagens, na mala ou até no colo se necessário. A mistura absolutamente desenvolta de Toy Art, objetos e mobiliário anos 1950 e 1960, biombos e obras japonesas, Picasso, arte tribal, espelhos e muita luz tem como resultado um lindo apartamento, que Hanazaki abre com exclusividade para Hardecor. Em São Paulo.

Alex Hanazaki, em foto exclusiva para Hardecor.

O visitante é recebido pela Poltrona Mão.

No hall de entrada, vitrine Scarlato Móveis década de 40/50, da Stile Doc, abriga a coleção de peças em jade e porcelana de Hanazaki. Marcenaria assinada por Esther Giobbi.

Pufes trazidos de viagem. Piso de madeira ebanizada, original do apartamento.

A mesa de jantar, linda, Alex comprou e só depois descobriu que é um autêntico Willy Rizzo, de 1950. Da Passado Composto. O couro das cadeiras Juliana Benfatti foi tingido especialmente para o projeto.

Retrato.

A sala de TV se integra ao living. A marcenaria em preto camufla quase que totalmente a TV, deixando o ambiente mais elegante.

Tapeçaria Dubrunfaut, "Féerie D'Amazonie", um dos quatro exemplares no mundo. Atelier Robert Four.

Biombo antigo comprado em leilão, transformado em porta pelas mãos habilidosas do marceneiro de Hanazaki, que apenas encaixou as peças de maneira que tudo pode ser desfeito sem danos.

Na cozinha gourmet de Hanazaki, mesa de jacarandá 1950 e cadeiras anos 1920. Lustre de Murano também anos 1920. Aparador Dinutti.

Carvão sobre papel na obra de Killan Glasner, sobre aparador Dinutti. Muranos vermelhos completam a cena.

ONDE ENCONTRAR:

.Escritório Alex Hanazakialexhanazaki.com.br

.Mobiliário vintage século XX: Loja Teo, Juliana Benfatti, Passado Composto, Stile Doc, Maria Jovem.

.Tapeçaria Aubussonaubusson-manufacture.com

.Obras Killian Glasner: killanglasner.com.br

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.