A casa GGL, em São Paulo, projetada pelas espertas “meninas” do Studio AG

Linda, leve e moderna, uma casa com a cara do século XXI

A casa GGL, em São Paulo, projetada pelas espertas “meninas” do Studio AG, foi concebida para um jovem casal. O aproveitamento do terreno, estreito e comprido, 10m x 30m, foi o mais completo possível. A casa de 300 m² tem no volume superior uma releitura das casas tradicionais, com seu desenho em duas águas, respeitando a linguagem das casas da vizinhança. A fachada foi feita em perfis metálicos, revestidos na parte frontal e traseira por uma placa laminada de alta pressão. Partindo de um contexto preexistente, a busca pelo novo/inusitado foi o ponto forte do projeto de arquitetura contemporânea, elementos clássicos e modernos, formando um mix de estilo que equilibra dois pontos, beleza e conforto. A casa tem três pavimentos e mais um rooftop. No térreo fica a área social da casa. Um bloco rebaixado, revestido em tela metálica expandida, abriga a cozinha, área de serviço e sala de estar aberta, com acesso direto ao jardim. Um volume solto abriga a área gourmet e a sauna, o que não compete com a estrutura principal da casa, mantendo o volume superior destacado. A cozinha, integrada na maior parte do tempo, possui portas que correm por um trilho, isolando-a completamente quando necessário, e conta com iluminação projetada por um forro tensionado sobre a bancada. Outro ponto em evidência na casa é a empena lateral em concreto aparente, onde foi fixada uma escada metálica, vazada, que é capaz de trazer a luz que entra da porta de acesso do solário para os pavimentos inferiores. O casal, que recebe com frequência, fez questão de uma adega, criada a partir da própria concretagem da parede. O fechamento entre os planos horizontais foi feito com grandes panos de vidro, o que dilui os limites visuais entre a casa e a paisagem. Um jardim vertical foi criado no muro lateral e no dos fundos. O volume superior abriga a área íntima da casa, composta por três suítes e uma sala. Nesse bloco, foi trabalhado a ideia de cheio e vazio, explorado através de rasgos que evidenciam a influência da luz natural ao longo do dia nos ambientes. O jardim interno, na sala intima, leva o verde para o interior da casa e proporciona privacidade à fachada dos fundos, além de iluminar de forma sutil a sala principal. Janelas camarão filtram a luz dos quartos que estão virados para a lateral e a suíte principal tem vista para o jardim dos fundos. O telhado inclinado, foi projetado assimetricamente para uso do solário – espaço de contemplação da copa das árvores, onde a cumeeira da fachada atinge a altura máxima permitida na legislação. A piscina para natação foi a grande sacada do projeto. Implantada em um recuo obrigatório de 1,50m em uma das laterais da casa, otimiza o espaço que inicialmente seria inutilizado. Já o subsolo abriga a garagem e área técnica da casa. Um projeto bacana e super atual! 

Studio AG: https://www.studioag.arq.br/

via: Avesani Comunicação; R. Joaquim Antunes, 189 - Pinheiros, São Paulo - SP, 01101-080 Telefone: (11) 3641-6333

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *