Uma casa do século XIX, incrível, remodelada. O endereço? Em frente a Versalhes

Os turistas que percorrem a frondosa Rue des Réservoirs do lado de fora desta casa francesa do século XIX são a primeira pista para uma presença bastante imponente do outro lado da rua: o Palácio de Versalhes. “Deve ter nos influenciado, mesmo que nunca tenha sido uma referência consciente”, diz Baptiste Rischmann, sócio do escritório de design parisiense RMGB, que, junto com o co-fundador Guillaume Gibert, foi contratado para reinventar esta casa. Embora as proporções da propriedade sejam um pouco menos palacianas do que seu vizinho, havia muito o que amar além de seu endereço ilustre. Baptiste e Guillame, que se orgulham de seus contatos com artesãos experientes, rapidamente entenderam as delicadezas desta casa de três andares. “Quase todas as características originais estavam presentes, mas em más condições”, observa Baptiste. ‘Começamos com a restauração de seus elementos arquitetônicos: as molduras do teto, a marcenaria, o piso de madeira húngara em espinha de peixe.’ Depois de herdar recentemente a casa de sua infância, o novo proprietário fez questão de homenagear o passado da casa, mas sem preservá-la meticulosamente. Isso significava que Baptiste e Guillaume tiveram a liberdade de repensar algumas coisas. O truque mais hábil foi recrutar um especialista para reproduzir meticulosamente molduras originais em novas posições, permitindo-lhes unir a antiga cozinha e a sala de jantar em uma grande sala de estar integrada. ‘Imaginamos um layout mais claro e fluido’, explica Baptiste, que também destaca o tapete gráfico personalizado que irradia como um raio de sol sob o sofá. “Abre a perspectiva, mas também o convida a sentar e relaxar. Queríamos que fosse realmente acolhedor.’ A chave foi enfatizar o interior como uma série de espaços distintos. “Nós nos demos mais liberdade do que se buscássemos uma continuidade homogênea entre as salas”, diz Baptiste. ‘Cada um é uma entidade independente, em termos de cores e materiais.’ É essa sensação gentil de surpresa e uma atenção aos detalhes que afasta qualquer sugestão de austeridade de showroom em face de uma coleção requintada de peças vintage e sob medida, muitas de renomados designers franceses. As camadas do antigo e do novo estão bastante bem definidas no quarto principal, com uma cama sob medida, com cabeceira curva inspirada em Jean Royère e um guarda-roupa decorado com marchetaria tradicional, que funciona como uma divisória monolítica. A dupla pode ser tímida quando comparada a turma que fez o palácio ao lado, mas considere o banheiro revestido de mármore preto Grigio Carnico, ou mesmo as maçanetas de latão sólido texturizado da cozinha de aço inoxidável, e o olhar de Baptiste e Guillaume para o luxo está confirmado. “Usamos uma seleção limitada de materiais, mas os usamos da melhor maneira que pudemos”, diz Baptiste. Acertaram em cheio!!! O site da dupla: rmgb.fr

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *