Um apartamento colorido em Madri

Cores aliadas a materiais com pegada industrial fazem mix moderno e elegante

Em um elegante edifício dos anos 1930 no bairro de Chamberí, em Madri, fica um apartamento muito claro, inundado por iluminação natural. Mas nem sempre foi assim. Outrora uma série escura de pequenos espaços, o apartamento foi transformado por Ana Arana, do estúdio de design Plutarco, encarregada pelos donos, loucos por cozinha, de criar um espaço alegre e perfeito para muitos encontros. “Disseram-nos que o mais importante era a cozinha”, conta Ana. Foi um briefing não convencional. ‘Na Espanha não é comum ter a cozinha aberta para a sala de estar.’ Até os clientes vacilaram brevemente, preocupados com o cheiro dos alimentos, mas a equipe de Ana entregou uma solução atraente para esta casa de 140 metros quadrados. “Destruímos tudo, removemos todas as paredes possíveis e começamos a redistribuir o espaço”, explica ela. Ao lado da área de estar/jantar em forma de L, que envolve a cozinha, há duas suítes – mais um terceiro banheiro que funciona como despensa, com a máquina de lavar e produtos de limpeza bem escondidos. ‘Quanto mais restrições você tiver, melhor, porque você realmente tem que pensar em como resolver bem os problemas’. Para ela, a resposta aqui foi uma abordagem sensível, implantando luz, cor e materialidade para um efeito inspirador. Desde a mobília com as cores de um arco-íris brilhante e a arte em exibição, até o inesperado desabrochar dos armários lilases sob o balcão da cozinha, há uma qualidade pictórica em todo o esquema. Equilibrar elementos lúdicos – as cadeiras “Ekstrem” vermelho-tomate de Terje Ekstrøm ou o piso de cerâmica em forma de nougat – com um refinamento sutil torna os espaços fáceis de ver e viver. Esta é uma casa que não se leva muito a sério, projetada para a diversão. Cores exuberantes e brilhantes nunca estão longe – basta olhar para os banheiros rosa coral e azul celeste – contidos por uma série de acessórios pretos. ‘Usamos o preto como neutro, das alças às luzes’, explica Ana. ‘Fornece uma sensação de unidade.’ O efeito traz à mente o artista espanhol Joan Miró ou as pinturas do mestre abstrato holandês Piet Mondrian, onde formas de cores primárias assentam nítidas na tela, ligadas por linhas pretas estruturadas. É um esquema de design surpreendentemente ousado para uma propriedade tradicional espanhola, mas, apesar de sua aparência renovada, esta casa ainda parece enraizada em sua localização. Isso porque seu aspecto mais tipicamente madrileno não é estético, mas funcional. ‘Em Madrid, damos muita importância ao estarmos juntos, a fazermos jantares em família’, diz Ana. ‘As pessoas ficam felizes em perder um pouco de espaço na sala para fazer uma área maior para festas!’ Esta casa, com ênfase em comida, amigos, família e diversão, tem o equilíbrio certo. Trabalho super bacana da plutarco.design 

Plutarco Design

via: Elle Decor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *