Piero Fornasetti

Milanês, Piero Fornasetti completaria 100 anos em 2013. Ilustrador, escultor, pintor, designer gráfico e artesão, se valia de imagens do passado, lembranças de infância, uma viagem ou uma página de jornal que se tornavam em poucos minutos gravuras e estampas. “Eu me lembro que, aos 3 anos, eu trouxe do parque uma folha de hortênsia, e ele a transformou em um desenho para uma de suas obras” , diz Barnaba Fornasetti, filho e administrador dos negócios da família. Um dos trabalhos mais conhecidos, o rosto feminino, foi desenhado em mais de 350 versões. O fascínio pelo rosto da soprano Lina Cavalieri visto em uma revista, se transformou no maior ícone da sua produção artística. Cinzeiros, mobiliário, pratos, papéis de parede e muitos outros objetos tomaram forma pelas mãos de Fornasetti. Aquele que nunca para, segundo sua própria definição, chegou a expor mais de 22.000 peças em Milão. Insubordinado, o que causou sua expulsão da Brera Academy em 1932, e péssimo administrador, segundo o filho Barnabe, o artista deixou um importante legado, atual e moderno hoje, como há 80 anos.

                                      

O artista Piero Fornasetti e seus icônicos pratos.

Fornasetti desenhou mais de 800 cinzeiros, apesar de nunca ter fumado.

A estampa impressa litograficamente era sua paixão, segundo Barnaba Fornasetti, seu filho.

Velas Fornasetti.

Prato com rosto masculino.

 

Louças Fornasetti com motivos variadíssimos no tema e origem.

As faces foram usadas nas mais diferentes superfícies.

Cômoda estampada.

Mesa “Peccato Originale”, da nova coleção.

A Op Art inspira o armário Fornasetti.

Papel de parede.

Loja Fornasetti em Milão.

fornasetti.com

miss-marple.nl

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *