Palais Royal, em Paris

O Palais Royal, em Paris, fica no coração da cidade, mas não é um lugar onde você encontra hordas de turistas. Localizado no 1º arrondissement, o Palais Royal foi construído pelo arquiteto Jacques Lemercier à pedido de Richelieu, importante e influente político que viveu nos séculos XVI e XVII, e que deixou o prédio para a coroa francesa. O Palais Royal nunca foi um palácio real de fato. Seu jardim, quase escondido, já que de fora não se tem visão, é magnífico. Simétrico, acolhe crianças e leitores que aproveitam a calmaria do lugar. O famoso pátio é cercado por colunas imponentes e hoje os corredores abrigam lojas bem conhecidas, como a Miss Bibi, loja de bijouxs de Brigitte Giraudi que tem apenas quatro metros quadrados! A Vivier Ludot, um dos brechós mais bacanas da cidade luz, também fica sob as arcadas do antigo Hôtel de Rambouillet, onde a Marquesa de Rambouillet mantinha um salon frequentado assiduamente por Richelieu. O restaurante Le Grand Véfour foi fundado em 1784 por Antoine Aubertot, e hoje com duas estrelas Michelin, sob a batuta do chef  e proprietário Guy Martin, funciona no mesmo endereço, logo na entrada do Palais Royal. As Colonnes de Buren, obra do artista francês Daniel Buren, polêmicas, são detestadas e amadas. Em diversas alturas, todas do mesmo material, são lindas (minha opinião, naturalmente) e valem uma visita, assim como o jardim e o próprio Palais Royal. Leve a câmera!

 

Didier Ludot: http://www.didierludot.fr/; Miss Bibi: http://www.missbibi.com/fr/content/18-boutique-du-palais-royal

Le Grand Vefour: http://www.grand-vefour.com/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *