O minimalismo e a extravagância da decoração de Giancarlo Valle

O Studio Giancarlo Valle cria uma casa serena no centro de Nova York para dois jovens clientes exigentes

Há algo relaxante e emocionante em um espaço projetado por Giancarlo Valle. Com seu gosto por objetos geométricos em paredes quase nuas, o arquiteto de Nova York e homenageado AD100 cria ambientes contidos e silenciosos. Mas ele também usa a cor para um efeito dramático, escolhe e joga com a assimetria. “Gosto de pensar no familiar e no diferente”, diz Valle, que abriu seu estúdio homônimo em 2016, após longas passagens por potências arquitetônicas como SHoP e Snøhetta. “Meus projetos têm o conforto de algo que você conhece, mas com elementos que podem deixá-lo um pouco surpreso.” Valle redecorou um apartamento de 157 m² no bairro NoHo de Manhattan, onde sua abordagem inovadora de design correspondeu ao desejo de seus clientes de “ir para um lugar novo e incomum”. Em um canto da sala de jantar da casa, por exemplo, o designer colocou uma folha de carvalho de 2,10 metros de altura, cujas bordas curvas repetem o formato oval da mesa de jantar de ônix branco. A peça, da loja de Oliver Gustav em Copenhague, pode ser descrita como uma tela ou uma escultura. Uma pequena pintura de um cowboy, pendurada fora do centro, é a única obra de arte nas paredes adjacentes. Não existe uma decoração única que ancore o espaço; nosso olho vaga da tela para a pintura e para o pendente de luz central, uma luminária de latão da Dimore Studio em forma de coroa de penas. “Nós os levamos em uma jornada e eles realmente confiaram no processo”, disse Valle sobre os proprietários, um jovem casal que trabalha em áreas criativas. “Um dos temas abrangentes de nossa prática é a criação de uma conversa entre os elementos.” Como Frank Lloyd Wright, Le Corbusier e Gio Ponti, Valle considera a arquitetura, o design de interiores e o design de móveis como um todo e investiga cada uma dessas disciplinas para cada projeto. Muitos dos móveis do apartamento, incluindo uma série de cadeiras de jantar de madeira com espaldar em forma de presilha e um sofá estreito e sem braços com almofadas perfeitamente redondas, foram projetados por sua empresa, Studio Giancarlo Valle. Embora às vezes olhe para os mencionados mestres de meados do século em busca de inspiração, Valle está particularmente interessado em nomes menos conhecidos que trabalharam entre períodos ou estavam “à margem”, como designers escandinavos pré-modernos dos anos 1930 e 1940. Na verdade, é difícil apontar uma referência histórica precisa ao olhar para seus interiores despojados, mas ricos, com paletas que são por sua vez suaves e ousadas e linhas que oscilam entre o minimalismo e a extravagância. Uma coisa é certa: eles são um antídoto refrescante para o lugar comum! Lindo!

Studio Giancarlo Valle: https://www.giancarlovalle.com/

via: AD Magazine

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *