Na pior em Paris e Londres, de George Orwell

Na Pior em Paris e Londres, de George Orwell, é um livro bem curioso. Sobre a vida dos mendigos em geral e de um mendigo específico, nosso herói, o próprio Orwell, a saga da vida da mendicância é narrada com doses equilibradas de humor e indignação, distanciamento e participação. Pseudônimo de Eric Arthur Blair, desempregado e decidido a tornar-se escritor, o jovem Blair se instalou em uma pensão barata em Paris e escreveu dois romances, um deles Na Pior em Paris e Londres, ambos rejeitados pelas editoras. Quando o dinheiro acabou, mendigar, pernoitar em albergues, fumar guimbas achadas na rua e penhorar todas as roupas e pertences, fizeram parte da rotina. Um pequeno editor de esquerda resolveu publicar o livro, e hoje o escritor é considerado um dos grandes do século XX. São de sua autoria o incrível “A Revolução dos Bichos” e “1984”, ambos super conhecidos e ótimos. Em uma reflexão sobre o estilo de vida dos mendigos, diz o autor: …”É um ofício como outro qualquer, bastante inútil, é verdade – mas muitos ofícios respeitáveis também são inúteis. E, como tipo social, o mendigo se sai bem na comparação com muitos outros. Ele é honesto, se comparado com os vendedores da maioria dos medicamentos patenteados; de altos princípios, se comparado com o dono de um jornal dominical; amável, se comparado com um comerciante que vende a crédito com preços extorsivos. Em resumo, é um parasita, mas um parasita razoavelmente inofensivo.” E completa: “Na prática ninguém se importa se o trabalho é útil ou inútil, produtivo ou parasita; a única exigência é que seja lucrativo” E, o que retrata muito bem os dias atuais: ” O dinheiro se transformou na grande prova de virtude”. Uma delícia de livro.

Capa do livro de George Orwell, Na Pior em Paris e Londres.

Capa do livro de George Orwell, Na Pior em Paris e Londres.

ONDE ENCONTRAR:

saraiva.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *