Decoração arrojada e intuitiva em Katowice

A turma do Mistovia Studio assina esse apartamento lindo & compacto em Katowice, Polônia

Este apartamento com vista para o 13º andar no centro de Katowice, Polônia é funcional e moderno, sem perder o seu carácter. O Mistovia Studio enfrentou o desafio de tornar este espaço diminuto em algo bacana, criando um interior compacto cheio de cores e soluções engenhosas. Medindo apenas 35m², o espaço original estava abarrotado com dois quartos minúsculos, uma cozinha, banheiro e uma pequena varanda – uma visão incomum durante os tempos comunistas poloneses. A turma do Mistovia demoliu todas as paredes divisórias para formar um interior aberto e brilhante. “Encontramos o piso original em estado de extrema angústia. Infelizmente, tivemos que destruir tudo e preparar um novo conceito. Optamos por concreto, que depois polimos e envernizamos. A dilatação foi finalizada com detalhes em latão para contraste”, explicam os designers. O concreto – mesmo em um prédio construído com concreto armado – confere ao interior um caráter rústico e industrial, enquanto a decoração traz aconchego ao ambiente. A ideia principal do design era criar duas unidades de mobiliário com todas as funções necessárias. O primeiro foi colocado na cozinha e na área de entrada. A caixa preta feita de laminado elegante e fosco funciona tanto como cozinha quanto como antecâmara. Além da geladeira, lava-louças e micro-ondas, a cozinha também contém  máquina de lavar e espaço de armazenamento de sobra. As cadeiras claras em carvalho em Visu Wood by MUUTO destacam-se nos armários escuros e na mesa redonda preta – a sua base é feita de um cano de construção. Os gráficos expressivos de Paulina Żmuda – uma jovem licenciada da Academia de Belas Artes de Cracóvia – são a cereja do bolo, enquanto os trilhos de iluminação pretos da marca polaca Chors criam uma ligação visual entre a cozinha e a área de estar. De frente para a sala de estar há um quarto aberto com painéis em tons de marrom vibrante e o banheiro. Este último está escondido dentro de um cubículo completamente revestido por madeira. Este tipo raro de madeira, que atingiu o auge de sua popularidade durante os tempos comunistas na Polônia, é o efeito de uma doença da árvore. Os troncos das árvores afetadas são cobertos no crescimento, que se expande rapidamente e em direções inesperadas. Quando cortados, são descobertos fantásticos padrões decorativos cheios de linhas sinuosas, veios e manchas coloridas. “Nós mesmos escolhemos o burl, antes mesmo que pudesse ser cuidado por um carpinteiro. A principal dificuldade era que esse tipo de madeira costuma vir em pedaços menores, mas precisávamos de longas tiras de folheado – queríamos evitar a todo custo conexões horizontais ”, explicam os designers. Um forro de burl em um apartamento dos anos 1970 não é apenas um aceno sutil para as características de design de interiores para aquela época, mas também uma solução bastante sensata em um espaço pequeno. No quarto, o painel camufla os armários, e a porta do banheiro embutida está quase completamente escondida no padrão lindo deste tipo de madeira. No banheiro, azulejos italianos da Fioranese, um grande espelho redondo e um pequeno armário que combina com as cores dos painéis de parede do quarto. Pensado para estadias curtas, o interior é arrojado e intuitivo. O Mistovia conseguiu manter um equilíbrio agradável entre modernismo e história – sem a necessidade desnecessária de esconder a verdade sobre o apartamento ser parte de um bloco maior. Bacanérrimo! 

Mistovia Studio: https://www.instagram.com/mistovia/

via: YellowTrace

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *