Casa e Jardim

O título inspirado no nome da revista de fato traduz a pegada da casa no interior do estado de São Paulo, a 80 Km da capital. Centro da vida do casal com filhos já adultos, a casa foi feita para encontros, na ampla sala integrada ou no jardim, coração do projeto de Denise Reis. O quintal, parecidíssimo com os quintais do passado, conta com muitas e diferentes espécies. Os plátanos junto a janela do quarto do casal, produzem um som que é quase um sussurro, um leve farfalhar que embala o sono. Orquídeas, paixão da dona da casa, bancos, fonte de água e muita sombra. A casa chega a ser 04 ou 05 graus mais fresca do que as casas vizinhas, e é avidamente disputada pelos bichos, quatis, pássaros, e calangos do entorno.O casal é entusiasta da jardinagem e faz desta uma das principais atividades durante o fim de semana. Outra paixão são as viagens, e as lembranças trazidas na bagagem ficam expostas na estante com gavetas iluminadas, especialmente desenhadas para este fim. Uma casa leve, com flores e cheiro de mato. Tem melhor?

No hall de entrada, garrafas trazidas de viagens sobre móvel vitrine pós império, comprado em antiquário em Itu. Luminária herdada da mãe da proprietária.

Bandejas brasileiras e pratos herdados das avós da dona da casa na prateleira superior. A direita, em vermelho, lembrança da Turquia.

A estante desenhada especialmente para o projeto acomoda as lembranças trazidas de viagens ou herdadas da família.

As gavetas iluminadas acomodam pequenos objetos. Tapetes, persa herdado da avó e turco trazido de viagem.

Colher colorida comprada em Fukuoka, no Japão. A grande maioria das colheres é lembrança das avós da proprietária do imóvel, que faz questão de preservar a história familiar.

Caixinhas de diversas procedências organizadas na gaveta iluminada. A verde era da avó da dona da casa.

Menina trazida de Portugal.

As cadeiras compradas em antiquário em Itu, de jacarandá da Bahia com palha escurecida, fazem par com a mesa quadrada para oito lugares, onde acontecem as reuniões de família, centro da vida do casal.

Jantar, estar e TV reunidos no grande living. Uma casa para ser vivida.

A poltrona amarela era a favorita de um dos avôs, e foi herdada por um dos filhos do casal. Na parede, a esquerda, Salvador Dali, Pink Wainer, desenho do filho e Renina Katz. No centro, Sonia Dalva. A direita, H. Fiaminghi, Oswaldo de Carvalho Filho e Antunes.

Na lateral da casa, o pergolado recém colocado protege as orquídeas do excesso de chuva, vento e sol. A hera falsa-vinha "reveste" toda a casa, contribuindo para a diferença de 04 ou 05 graus na temperatura dos ambientes internos.

Mesa Artefacto - Beach & Country apóia a churrasqueira portátil.

Os plátanos.

ONDE ENCONTRAR:

Artefacto

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *