Algumas referências

Claro que isso é legislar em causa própria, mas mesmo assim resolvi republicar em Hardecor, uma entrevista minha à uma revista do oeste paulista, Chic. Achei que pode ser bem legal compartilhar algumas referências e preferências, frutos de pesquisa para que Hardecor seja cada vez descolado e relevante!

valeria coelho.jpg2 - Copia

Eu, Valéria Coelho, fazendo pose na loja de iluminação Ponto de Luz, em Presidente Prudente

Formação: Designer de Interiores.

Peça preferida de decoração: O meu objeto de desejo – uma luminária Serge Mouille, incrível!

Material: Adoro madeira, mármore, latão, ferro; mas cada ambientação pede um material específico e “thanks God”, o mundo está cheio de coisas lindas!

Cor: Rosa, azul, preto, camelo e verde…impossível escolher apenas uma.

O que jamais usaria em uma decoração? Falso luxo acho lamentável. Para incrementar, posso dizer que jamais uso algo com o qual não me identifico. Caro ou barato, só uso o que compraria para a minha própria casa.

O que vale mais, beleza ou um ambiente acolhedor? O acolhimento é sempre bacana e bonito. Um conceito é sinônimo do outro, porque a boa decoração pressupõe beleza, acolhimento e funcionalidade. Impossível separar um do outro.

Inspiração e referências: São muitas. A cada matéria que faço para o meu site – hardecor.com.br – pesquiso e estudo muito, e aumentei bastante meu repertório. As viagens são importantíssimas na minha formação, assim como os inúmeros livros e revistas do meu acervo. Arquitetos e designers como Willy Rizzo, Carlo Scarpa, Giuseppe Scapinelli, Jorge Zalszupin, maravilhoso, Gabriella Crespi, Pierre Chareau, Gustavo Bittencourt, Maria Pergay, Fabrizio Rollo, Maximiliano Crovato, enfim, cada um desses profissionais e também muitos outros, tem um trabalho lindo e relevante no universo da decoração e da arquitetura mundiais e são mais do que referência, são inspiração pura. Gostaria ainda de citar a importância do cliente. É ele quem me inspira e me fornece através da maneira como se veste, fala e se comporta, e claro, da decoração que pretende mudar, dicas que dirigem o meu trabalho. Minha formação original é como Psicóloga, o que me permite entender as mensagens subliminares com extrema facilidade.

Arquiteto: Os jovens do escritório Yamagata Arquitetura. Paloma Yamagata, Aldi Flosi e o designer de interiores Bruno Rangel formam um trio de peso. Gosto muito do trabalho do Suíte Arquitetos e Marcio Kogan, assim como John Lautner, Ugo la Pietra, Angelo Mangiarotti e Gio Ponti. Mas tem vários outros nomes com um trabalho bem bacana.

Designer de Interiores: Quando eu comecei, minha maior inspiração foi Sig Bergamin, que inclusive faz aniversário no mesmo dia que eu. Elias Moser é incrível, Francisco Calio, Guto Requena e a divina Andrée Putman, para ficar apenas em alguns nomes. Posso citar meu nome??? (risos)

Casa ideal: Aquela que conta a sua história e da qual você tem saudade! Esse é o conceito do meu trabalho. Cada um tem sua história e uma casa única e linda!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *