Alexandra Farah

A jornalista de moda Alexandra Farah, elegante, divertida e inteligente, mora fora da casa dos pais há mais de 20 anos, e nesse tempo construiu sua própria história. Mineira de Conceição do Rio Verde, vive em São Paulo, onde é figura querida e respeitada no mundo da moda. Colaboradora da revista Vogue e colunista da Band News TV, Alexandra, totalmente multimídia, também faz com duas amigas o programa de entrevistas Garden Girls, gravado no Hotel Fasano em São Paulo. Os entrevistados do trio vivem ou trabalham nos Jardins, bairro bacana de São Paulo, e são, em sua grande maioria gente importante, atraídos pela desenvoltura de quem sabe a que veio. Alexandra, em entrevista exclusiva para Hardecor, fala sobre  sua ótica tão particular e interessante sobre o bem viver.

A simpática Alexandra Farah.

 

Hardecor: Quem é Alexandra Farah?

Alexandra Farah: (risos). Sou uma pessoa que está batalhando aí, como muitas outras.

H: O que é luxo hoje?

AF: Luxo é conseguir viver de acordo com seu jeito, fazendo o que você gosta. Em se tratando de um produto, significa algo exclusivo, único.

H: O que é um luxo na sua vida?

AF: Acho que eu tenho uma vida de superluxo. Moro em Higienópolis, vivo o mais saudável que eu posso em São Paulo, com uma alimentação super balanceada. Além disso eu não sou presa ao luxo comercial, como algumas mulheres que tem que comprar o tempo todo, e também não sou intelectual, mas ao mesmo tempo gosto das duas coisas. Obviamente eu preciso abrir mão de várias coisas para viver assim, né? Mas acho que isso é luxo, é a minha definição.

H: Como você define sua casa?

AF: Minha casa acaba sendo assim, exclusiva e única, porque eu reuni várias coisas ao longo da minha vida. Tive a sorte de trabalhar com beleza, na revista VOGUE, e isso se reflete na minha casa, que é um pouco disso tudo.

H: Como é a casa de Alexandra Farah?

AF: Ah, minha filha, faz mais de 20 anos que eu moro fora de casa. Sai com 14 anos e 10 meses, era muito nova e essa vida toda fui colecionando. Eu sou do interior de Minas Gerais, e tenho muitas coisas de lá. Tem o porquinho que é um cinzeiro, coisas de Nova York, como esse LOVE ( inspirado na obra de Robert Indiana) que eu ganhei de presente, essas coisas que vou carregando, então acho que minha casa é esse mix da minha vida. Tem o Peticov (Antonio Peticov, artista plástico) que eu comprei, coisas que achei no lixo. O sofá Formatex que eu adoro na sala de TV, presentes de amigos, o baú que minha mãe ganhou de presente de casamento…

H: Você tem obras e objetos bem ecléticos. Como é isso?

AF: Tenho esse Press Darling, que tem a ver comigo, que sou jornalista, obra do Adriano Costa, que já foi estilista, mas hoje ele é um super artista. Tem o Love, do Yves Saint Laurent, o sapatinho da Turquia, o Popsi que ganhei do Houssein (Houssein Jarouche) da Micasa, os quadros da Isabelle Tuchband, o quadro da D. Gabriella, mãe da Costanza Pascolato, o quadro da Pink Wainer, enfim, minha casa é um mix mesmo. Quem fez a organização dessa parede com todas essas obras foi o Theodoro Cochrane, filho da Marília Gabriela. Ele é meu amigo e é hoje um cenógrafo muito premiado, e na época, 2007, 2008, ele falou: “Vamos colocar tudo o que você tem na mesma parede”. E fez a parede para mim. E tem o Fred Astaire, do Kleber Matheus, feito para a capa do livro do meu Festival de Cinema, Filme Fashion. O Kleber é tão perfeccionista que fez o trabalho para poder tirar a foto e daí eu mantive o trabalho, entendeu? (Veja aqui)

H: E a Birkin na sala? (Alexandra tem uma bolsa Birkin, ícone da marca Hermès, no living. (Veja aqui)

AF: (risos) A Birkin falsa, eu comprei e nunca tive coragem de usar. Então deixo dentro de casa. Eu comprei, achei que ia ter coragem, mas não tive. (risos)

H: Onde se inspirou para decorar sua casa?

AF: Não só lugares para onde viajei, mas pessoas que passaram pela minha vida influenciaram na minha maneira de ver a casa. Gostava muito da minha outra casa, que tinha um ambiente de cada cor. Meu quarto era pintado de lilás, bem baixo (claro), incrível, a entrada era verde, linda. Então eu pedi para o Rafa fazer meu hall, em verde de novo.  Rafa DJota é um artista incrível para fazer site specific, e ele fez um na antiga casa do Dudu Bertholini, vermelho, na sala inteira, onde eu me inspirei. Outra inspiração foi a estante baixa que copiei da Glória Kalil, que foi minha chefe. Achei a ideia bárbara, até hoje eu acho um truque ótimo.

H: O que você gosta de ler?

AF: Biografias. A história dos Hamptons, que eu amei, do Studio 54, da Anna Wintour, a biografia não autorizada. Agora, eu leio de tudo muito. Alguma coisa de auto ajuda, e bastante em inglês para não perder a fluência.

H: Qual a peça de decoração objeto do desejo de Alexandra Farah?

AF: Uma mesa. Olha a minha! Mas não consigo chegar a um consenso sobre o modelo. Já pensei em uma Saarinen, mas aí mudo de ideia. Eu queria mesmo era um sofá caro, sabe, um sofá rico, e já tenho. Esse sofá é tudo, melhor que ele impossível. Ele é fundo, alto…

H: Uma dica para os leitores de Hardecor.

AF: Além da estante baixa? (risos)…Acho que todo mundo deveria ter uma obra do Klebinho, ou de um outro artista que faça neon. É delicado. Uma amiga mandou fazer em neon o apelido da Carola, que é Jay, e deu de presente, uma graça.

H: Você tem um destino de viagem recorrente?

AF: A casa dos meus pais em Minas, Trancoso e Nova York. O que mais vou é a casa dos meus pais, vou muito. Adoro as cachoeiras, o pé no chão, isso sim é luxo.

H: Quais são seus designers favoritos?

AF: O Sérgio Rodrigues, o Saarinen. E na moda, Chanel, Yves Saint Laurent, Dior. O estilista que eu indicaria de moda é o Hedi Slimane, a frente da Yves Saint Laurent. Ele fez uma coleção grunge Califórnia, mais suja, mais misturada, com cara de barata, mas muito rica. Isso assustou as pessoas. O povo se cansou um pouco dessa coisa com cara de rico, mas que é barato, vagabundo, inclusive na decoração. Eu prefiro uma coisa simplesinha, humilde, mas de qualidade, de verdade.

 Foto:Frâncio de Holanda

alexandrafarah.com.bralefarah

bandnewstv

klebermatheus.com

One Response
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *