38 m² bem resolvidos!

Morar perto do trabalho é um luxo e uma necessidade para quem busca qualidade de vida. Um jovem casal abriu mão de espaço por uma localização que facilitasse o deslocamento diário até o trabalho, e encarou o desafio de morar em apenas 38 m² bem resolvidos. Publicado no site Habitissimo, a reforma tinha como objetivo tornar o ambiente mais amplo e atender o desejo do proprietário de ter uma cozinha, já que gosta de se arriscar no fogão. As arquitetas Marcela Madureira e Cláudia Reis abusaram da criatividade e uma das principais inovações foi a mudança da cozinha para a varanda. Antes, a cozinha se resumia a uma pequena pia sem bancada, logo na entrada do imóvel. Observando os 11 m² da varanda, as arquitetas perceberam que ali seria o melhor lugar para acomodar a cozinha e uma mesa de jantar, que também serve como apoio na hora do preparo. Para isso, o espaço foi fechado com painéis de vidro e recebeu ladrilhos hidráulicos, ilha com múltiplas funções e lavanderia. Todos os detalhes foram cuidadosamente planejados de forma a favorecer a sensação de amplitude e com o objetivo claro de acomodar os utensílios e objetos de maneira elegante e prática. Uma exemplo é o móvel multifunção de madeira natural que disfarça a caixa de ventilação e abriga uma mini horta. Os limites entre os ambientes são sutis, favorecendo a integração. Pintar da mesma cor da parede o móvel planejado que vai do piso até o teto, faz com que apesar do grande volume, o móvel não chame atenção. Truque clássico de decoração. O cobogó contribui para a propagação da luz natural e as persianas blecaute podem ser acionadas em determinados momentos. A escolha de cores claras pela dupla de profissionais, confere unidade ao projeto. Mudanças simples, propostas sempre por profissionais, podem, e fizeram, enorme diferença na transformação de um imóvel antes inadequado para a vida agitada de um casal moderno. Inspire-se! 

Marcela Madureira: http://marcelamadureira.arq.br/portfolio/apt-affinty/; Claudia Reis: https://www.claudiareis.arq.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *