Tendências no morar para diferentes gerações, pela WGSN

Fundada em 1998 em Londres, Inglaterra, a WGSN é uma empresa líder mundial em tendências e previsões. Suas soluções incluem: previsão de tendências de moda e estilo de vida, análise de dados, validação de produtos por fontes colaborativas online e serviço de consultoria especializada. A empresa foca em ajudar seus clientes a conquistarem um sucesso ainda maior, e alguns dos negócios mais criativos e inovadores do mundo utilizam as soluções da WGSN – desde marcas multinacionais até designers independentes. Mais de 92% dos seus clientes dizem que continuam a confiar na consultoria ano após ano, pois o serviço dela melhorou a lucratividade e o conhecimento deles para entrar em novos mercados com confiança e 80% dos negócios que utilizam soluções de tendências escolhem a WGSN, o que vamos combinar, não é pouca coisa. Um dos mercados estudados pela empresa é a decoração/arquitetura, e como em todos os outros, saber o que os clientes irão desejar no futuro, as vezes nem tão distante, vale, literalmente, ouro. Com mais de 350 especialistas, a WGSN preparou um estudo sobre o morar. “Tendência de Living: saiba o que cada geração espera em termos de moradia”, traz conclusões sobre as preferências de cada geração, já que é sabido que cada geração tem um comportamento diferente da que antecede ou posterga a sua, mas nem todos sabemos como essa diversidade impacta na forma de consumir – e de viver. Sob este aspecto, a WGSN, autoridade global em previsões de tendências, traz os principais destaques dessas gerações quando o assunto é moradia. Confira abaixo, as novidades que impulsionam cada geração:

Geração X – 1965 – 1978 (41 – 54 anos)

Para essa geração, a casa se transformou em um local para expressar sua individualidade e gosto, desde o status das cozinhas até o quarto das crianças.

  • Novas start-ups estão democratizando o design de interiores, tornando-o mais acessível e acessível para todos;
  • O bem-estar é importante para a Geração X e isso está intimamente ligado ao ambiente doméstico. Neste sentido, estão se mudando para locais menos urbanos, muitas vezes em busca de um estilo de vida mais focado no bem-estar;
  • Casas multi-geracionais estão crescendo, especialmente na Ásia, e trazendo soluções inovadoras em design e arquitetura;

 Geração Y – 1979 – 1993 (26 – 40 anos)

Millennials estão abraçando uma nova geração disruptiva de living, que atendem ao seu estilo de vida.

  • Marcas projetam soluções que atendem especificamente para uma geração que vive em espaços menores;
  • Como os Millennials passam mais tempo em casa, eles precisam de espaços adaptáveis para trabalhar, cozinhar, relaxar e se divertir;
  • Pets são uma consideração importante para esse consumidor, além das plantas;

Geração Z – 1994 – 2009 (10 – 25 anos)

Essa geração anseia:

  • Espaços menores, mais conectados e com áreas verdes;
  • Otimização de recursos: proximidade ao trabalho ou faculdade;
  • Lares que funcionem com um sistema unificado serão prioridades. Neste sentido, casas que oferecem soluções inteligentes – sistema de automação relacionado a iluminação, entretenimento, câmeras conectadas a um único dispositivo – estão em alta;

Geração Alpha – 2010 – 2018 (1 – 9 anos)

  • Primeira geração digital, está tornando-se mais influente dentro de casa;
  • Globalmente influenciam 65% na decisão dos seus pais; nos EUA isso sobe para 81%
  • A casa da família, uma vez considerada a ambiente físico estável que permanece um constante como uma criança cresce, não existirá para esta geração.
  • Inteligência artificial, impressoras 3D e realidade aumentada tornaram-se mais sofisticadas e essas tecnologias fornecerão soluções domésticas que serão adotadas pela Geração Alpha;
  • “Robôs sociais” representam a próxima fase da Inteligência Artificial em casa. No caso, esses robôs podem fornecer soluções para problemas que são exclusivos da Geração Alpha;
  • A casa focada em bem-estar: vizinhanças conectadas à natureza;
  • Ao usar realidade aumentada, essa geração pode desenvolver uma arquitetura digital e em qualquer superfície, ao adicionar pets, plantas, alienígenas, zumbis ou qualquer outra coisa. AR pode ser usado para criar uma conexão mais emocional para a casa da Geração Alpha, mesmo que a casa não seja permanente.

WGSN: https://www.wgsn.com/pt/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *