O apartamento rico, lindo & colorido de Luke Edward Hall, em Londres

Sua estética colorida é fruto de um amor pela história, apreciação da beleza e um senso de diversão bem particulares. Luke Edward Hall estabeleceu seu estúdio no outono de 2015 e, desde então, trabalha com uma ampla gama de clientes do mundo da arte e design em projetos de design de interiores. Além de criar sua própria linha de cerâmica, tecidos, móveis e acessórios, ele colaborou, nos últimos três anos, com uma variedade de empresas e instituições, incluindo Burberry, Christie’s e Royal Academy of Arts. Luke produziu itens especiais com marcas selecionadas em todo o mundo: um rótulo de vinho de edição limitada com Berry Bros. & Rudd, chinelos bordados com Stubbs & Wootton, roupas de cama e banho para o hotel Le Sirenuse em Positano, cerâmica com Richard Ginori e acessórios para a casa/tapetes com The Rug Company. Luke contribuiu para uma ampla variedade de revistas, incluindo CabanaHouse & Garden Pleasure Garden, entre outras. Em março de 2019, ingressou no Financial Times como colunista, respondendo às perguntas dos leitores sobre estética, design de interiores e estilo de vida. Um artigo da Vogue.com em  janeiro de 2016 descreveu Luke como ‘o prodígio de 26 anos do mundo do design de interiores’. Luke se formou na Central Saint Martins em 2012, depois de estudar design de moda masculina, e antes de fundar seu estúdio, trabalhou para um designer de interiores em Londres por dois anos. Seu apartamento em Londres, por outro lado, não é um cenário, conta ele. “É onde vivemos e gostamos de estar, e isso mudou com o tempo. Também continuará mudando, à medida que nossos interesses evoluírem. De maneira tranquilizadora, no entanto, algumas coisas que sei sempre permanecerão as mesmas. Eu tenho certeza disso. As fotos de Duncan [Campbell, parceiro de Luke e co-fundador da agência de design Campbell-Rey] como o bebê na geladeira, ou nossa mistura casual de ímãs, lembranças de viagens, aquela planta gigante que simplesmente não morre, ou a vieira/concha como pia no lavabo, uma lembrança de um jantar esquecido. Posso dizer que sou um sonhador, mas não é que sempre quero ser levado para outro lugar. No entanto, acredito inteiramente que meu trabalho é escapar do cotidiano, do sombrio, do cinza e do comum. Estou constantemente em busca de algo – um lugar ou um sentimento que seja mais bonito, mais incomum, mais intenso e mais vivo”, entrega Hall, dono de um trabalho de fato inventivo e lindo. Adoro!! 

Luke Edward Hall: https://lukeedwardhall.com/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *