Cemitério Judeu em Praga

O Cemitério Judeu em Praga é impressionante. Mais de 12.000 lápides, umas sobre as outras, e mais de 100.000 pessoas enterradas neste pequeno espaço, localizado no antigo bairro judeu em Praga, na República Tcheca. Antigamente, este era o único lugar permitido para enterrar judeus, então os enterros foram se sucedendo aos montes, e o resultado é o número inferior de lápides, se comparado ao número de pessoas enterradas.  O Cemitério Judeu funcionou entre os anos de 1439, ano da primeira tumba, do rabino Avigdor Kara, até 1787, ano do último enterro. Conforme a tradição, os judeus não devem destruir os túmulos de seu povo e as lápides não devem ser removidas. Como era impossível expandir o cemitério, camadas de terra eram postas sobre as sepulturas existentes. As antigas lápides eram retiradas e recolocadas sobre a nova camada de solo. Isso explica a razão das lápides estarem tão próximas umas das outras. São 12 as camadas de sepulturas no cemitério judeu de Praga. Merece uma visita. É lindo, triste e muito poético.

O Cemitério esta encravado no meio do bairro judeu, como se pode ver na foto.

Lápide de 1613.

O número de lápides é impressionante.

O desgaste do tempo é evidente, o que deixa o cemitério ainda mais interessante.

A vegetação faz parte do cenário.

Por muito tempo, este foi o único lugar onde os judeus podiam enterrar seus mortos.

Lápide mais importante do cemitério, pertencente a um rabino, é depósito de moedas e bilhetes com pedidos de ajuda.

O espaço entre as lápides é quase nulo.

Fotos: Hardecor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *