A paisagem como protagonista, em Lima, no Peru

A paisagem como protagonista, em Lima, no Peru, faz mais do que bonito no projeto implantado em uma área rural de 5.800 m², assinado pela arquiteta Marina Vella. Localizado à 40 km da capital, nas cercanias do rio Lurín, o projeto incorpora a flora local aos materiais como pedra, bambu e a terra, usada nas paredes. Aqui no Brasil, assim como no Peru, chamamos de “adobe”. São paredes de terra crua bem socada, água e palha e por vezes outras fibras naturais, moldados em formas artesanais ou semi-industriais, bastante grossas e que deixam o interior extremamente fresco. Faça uma analogia com uma moringa de barro. O terreno, com topografia irregular, se encontra à 70 metros acima do rio e é um mirante sobre o vale. O ponto de partida do projeto é a geração de vínculos sensoriais, visuais e materiais, entre os usuários, a paisagem e a arquitetura. Para isto, volumes independentes fazem par com a vegetação/jardim, aberto para o vale, estimulando atividades ao ar livre. Respeitar, integrar e se perder na paisagem com a clara intenção de não bloquear o olhar para o entorno, lindo. Os materiais tem os tons da natureza circundante, de forma que os volumes se mimetizam na paisagem, praticamente desaparecendo, em perfeita harmonia. A decoração tem a mesma simplicidade da construção, pensada para atender as necessidades da família, sem nenhum espaço ocioso, como deve ser. Mobiliário com materiais naturais, como madeira e pedra, aliados aos tecidos peruanos, que são incríveis, produziram um resultado elegante e aconchegante, o que apenas e mais uma vez demonstra que alto custo e bom gosto não são sinônimos. Aprecie!   

Marina Valle: http://www.marinavellarquitecta.com/

via: Architizer: https://architizer.com/projects/casa-chontay/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *