A casa em Tânger do decorador Veere Grenney

A casa em Tânger do decorador Veere Grenney foi conquistada depois de muito tempo de procura pelo espaço ideal. Aos 23 anos, o decorador Grenney desembarcou no Marrocos pela primeira vez, e se apaixonou no ato. Nos anos que se seguiram, Grenney colocou sua marca em uma série de casas para si mesmo pelo globo, como uma requintada cabana de caça em Suffolk e uma casa chique no Rio de Janeiro. Mas Tânger continuou nos planos, e a procura começou. Praticamente todas as casas que estavam sendo vendidas na cidade marroquina passaram pelo escrutínio de Grenney, até que o “Gazebo” apareceu. “A casa conquistou meu coração e o jardim era exatamente o que eu realmente queria”. O “Gazebo” pertencia ao americano Joe McPhillips, que chegou à Tanger nos anos 1960 e acabou como diretor da Escola Americana da cidade. Grenney respeitou em grande parte a modesta planta de um quarto do “Gazebo”, de modo que, da rua, a casa de fachada cinza parece como sempre. No entanto, ele ampliou o living, onde as belezas marroquinas pintadas nos anos 1930 por James McBey estão ao lado de vívidas paisagens de Tânger, obras de Sir John Lavery. O decorador construiu uma estrutura adjacente com cinco quartos de hóspedes, recheados de mobília inglesa do século XVIII disposta sobre tapetes de palha e couro da Mauritânia. Segundo Veere, os artesãos marroquinos “são como um milagre”.  Em um dos lugares mais especiais da casa, uma marquise coberta de treliça se abre para a vista do tirar o fôlego do Estreito de Gibraltar. De fato, um ótimo negócio!

Veere Grenney: http://www.veeregrenney.com/

via: AD Magazine

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *